• Peniel Segurança Eletrônica

Sistemas Eletrônicos Para Regimes Alfandegários Especiais - Uma Expertise Peniel Seg. Eletrônica


Apesar de no século XX as câmeras e sistemas de controles de acesso terem sido importantes ferramentas para Áreas Portuárias e Armazéns Alfandegados, foi no ano 2.000 que estes passaram de ferramentas opcionais a equipamentos obrigatórios.


Nesse referido ano, a Peniel foi procurada por diversas empresas portuárias para ajudá-las a cumprir com a regulamentação do recém lançado, através de regulamentação da Receita Federal, Recinto Especial para Despacho Aduaneiro de Exportação (REDEX).


Nos anos anteriores a 2.000, a Peniel já atendia algumas empresas portuárias, como por exemplo a Libra Terminais, Dínamo e Marimex. Mas com o surgimento do novo regime, a Peniel começou a se destacar por contar com equipe de engenheiros capazes de analisar as regulamentações e realizar projetos, criar documentos, responsabilizar-se tecnicamente e implantar sistemas para atender este regime, assim, nesse mesmo ano (2.000), participamos da implantação deste regime em diversas empresas, das quais destaco: Mesquita, Fassina, Grieg e Avante S/A, além da Dínamo que já era nossa cliente, mas que também precisou adequar armazéns para implantar este regime especial.


Entretanto, após os atentados de 11/09/2001, esta simbiose entre o setor portuário e a segurança eletrônica foi generalizada e imensamente ampliada, com o surgimento do ISPS CODE, que veio acompanhado por um grande número de regulamentações, periodicamente atualizadas, com exigências de equipamentos para o registro de movimentações nos terminais alfandegados e o controle rigoroso do acesso e movimentação de mercadorias, pessoas e de veículos a estas e nestas áreas.


Além de realizar Projetos e de Implantar diversos sistemas, a Peniel através do serviço de Análise de Sistemas Já Implantados e dos Contratos de Manutenção Preventiva e Corretiva, adicionou aos seus clientes também diversas empresas ligadas ao setor portuário que já contavam com sistemas implantados, mas que precisavam adequá-los as regulamentações vigentes, ampliá-los e mantê-los em funcionamento através de constante manutenção, dos quais destacamos: TGG (Terminal de Grãos do Guarujá), Terminal 12A (COFCO), MSC (Mediterranean Shipping do Brasil), Moinho Pacífico (BUNGE) e ADM do Brasil.

25 visualizações